Quer estar a par das novidades imobiliárias em Braga?

Subscreva a nossa newsletter e receba primeiro no seu email os mais recentes imóveis à venda!

Ao subscrever a newsletter está a concordar com a nossa Política de Privacidade.

Redução em 15% do consumo de gás na UE: como poupar em casa?

O objetivo é que, entre 1 de agosto deste ano e 31 de março de 2023, os Estados-membros reduzam em 15% os seus consumos de gás natural (face à média histórica nesse período, considerando os anos de 2017 a 2021), de forma a aumentar o nível de armazenamento europeu e criar uma almofada de segurança para situações de emergência.

 

Embora Portugal se tenha oposto inicialmente a esta norma – a par de Espanha, Grécia e Polónia -, acabou por se mostrar favorável por ter sido coloca em cima da mesa uma exceção devido à sua "situação geográfica ou física específica". À semelhança de outros países como Espanha ou Grécia, por exemplo, Portugal não terá de reduzir o seu consumo de gás até aos 15% previstos inicialmente, mas poderá ter de fazer um esforço para que a sua redução no consumo de gás chegue até aos 7%. 

Que implicações tem essa medida para os portugueses?

Neste momento os países deverão ter de reduzir o seu consumo de gás “de forma voluntária”, no entanto caso a situação se complique, a Comissão Europeia pode tornar esta medida obrigatória, o que pode ter algumas implicações para as empresas e consumidores, principalmente durante o período de inverno.

 

Ao entrar neste acordo, o Governo português não tem como objetivo exigir aos portugueses que passem privações, mas sim que façam uma gestão mais controlada do gás que utilizam nas suas habitações. 

Dicas para reduzir o consumo de gás em casa

  • Ter atenção às panelas que utilizas: se colocares uma panela pequena num bico de fogão grande na expectativa de que os alimentos cozinhem mais depressa, só estás a gastar mais gás. Isto porque o tempo de cozedura acaba por ser o mesmo. Por isso, se queres confecionar algo rápido, o que deves fazer é cortar os alimentos em pedaços mais pequenos e colocar menos água na panela para que esta ferva mais depressa.
  • Prepara os alimentos antes de começar a cozinhar: antes de acenderes o fogão, tem logo à mão todos os ingredientes de que vais precisar, de preferência já cortados. Ao fazer isto, irás conseguir metê-los logo ao lume no momento em que a água começar a ferver e evitae assim perder tempo e gás.

  • Ajustar a temperatura do esquentador: agora que estamos no verão, até sabe bem tomar um duche mais frio. Por isso, experimenta reduzir a temperatura do teu esquentador. E quando o tempo ficar mais fresco, volta a ajustá-lo.  
  • Controla a temperatura em casa: esta dica é já a pensar no inverno. Quando se escolhe uma temperatura acima de 20°C no radiador, cada grau adicional aumenta a conta de energia em cerca de 7%. Por isso, ao reduzir a temperatura dos radiadores em apenas 1 ou 2°C, já irás conseguir atingir poupanças significativas no final do mês. Para fazer este controlo, podes utilizar um termóstato.
  • Colocar o radiador num local adequado: quando o frio chegar e tiveres mesmo de utilizar o radiador, evita colocá-lo num local onde haja demasiados objetos ao teu redor, para que estes não interfiram com a radiação. Outro truque passa por colocar painéis refletores atrás de radiadores em paredes não isoladas – esta dica pode melhorar o seu desempenho em 5-10%.

  • Não esquecer de fazer a manutenção anual dos radiadores: é importante verificar se estes equipamentos estão a funcionar corretamente, principalmente no início do período de aquecimento. Se ouvires barulho como água a cair ou reparares que o radiador não aquece de forma uniforme em todas as partes, deves procurar perceber o que se passa de modo a evitar o desperdicio. 

 

 

Fonte: idealista 

28 de Julho de 2022

Sara Martins e Diana MarliAssistentes de Marketing

Estados-membros estão comprometidos em reduzir o consumo de gás. E estas dicas vão ajudar-te a melhorar a poupança de gás em casa.

Quer estar a par das novidades imobiliárias em Braga?

Subscreva a nossa newsletter e receba primeiro no seu email os mais recentes imóveis à venda!

Ao subscrever a newsletter está a concordar com a nossa Política de Privacidade.
REDES SOCIAIS:

Está com dificuldades? Nós ajudamos!